quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Quando a barriguinha começou a apontar


Para alegria da vovó, começa a apontar a barriguinha e claro,  sinal de que o Victor estava crescendo... E todo mundo em volta da mãe. Tem horas que até fico com pena da minha filha, ela ficou na berlinda o tempo todo. A ficha mal entrou na cabeça dela e todo mundo dando um monte de pitacos e conselhos, inclusive eu. Espero que ela entenda que isso é amor e carinho... Para piorar um monte de hormonios circulando pelo corpo dela e aquele bla bla bla de um monte de coisas na cabeça dela.
Nesse período teve o  aniversário da Lucy, e a familia estava toda reunida e metade da festa o assunto era só esse.
Minha filha nào é dessas pessoas que bate papo com todo mundo, mas eu sou, então na festa ela dava aquele sorriso sem graça e eu falava para todo mundo, vou ser vovó!!!
Eu acho isso fantástico porque além de todas as coisas boas de um nenêm novo na familia ele serve de ponto, ele faz conexões e aproxima pessoas, outras grávidas, outras avós, e surge um novo mundo a nossa volta que gira em função de bebês.
Nesse início ela estava  usando umas camisas largas e não dava para perceber muita coisa, alguns pensavam que ela engordou, mas quando ficou na cara que estava gravida ela teve que lidar com esse novo momento de pessoas se aproximando e falando. Pela minha experiência de 33 anos atrás a barriga funcionava meio como passear com um cachorrinho, um gato ou algo assim, você faz novos amigos quando passeia com um animal de estimação, e isso também acontece com a barriga... Hehehehe... Será que ela vai acompanhar essa fase de "barriga social"?

Um comentário: